Ainda Estamos Por Aqui

O tempo passa rapidamente e pouco falta para mais um ano terminar. A escrita por aqui tem sido pouca, mas os passeios têm sido realizados e apesar de este ano não ser o de maior número de idas para a água (por enquanto) a média não está má, em nove meses uma média de três passeios por mês. O maior número foi feito em barragens, num total de dezanove, em mar apenas dois passeios, em rios outros dois (um deles de águas bravas) e mais 4 em lagoas. Em muito maior número são os km feitos de carro para chegar a todos estes locais, mas quem conduz para pagaiar com gosto, não se cansa. Continuando com números, foi também este ano que ultrapassei os 3.000 km feitos de kayak dentro de águas, desde que me iniciei na paixão de kayakar em 2004. Começamos este blogue em Outubro de 2007 e um ano depois decidimos colocar um contador de visitas, pois queriamos ter a noção se valeria a pena manter este espaço e se o mesmo interessaria a alguém. Muitas vezes não fomos tendo tempo para mantê-lo convenientemente actualizado e como a nossa disponibilidade não se alterou, caso não houvesse interesse nele iriamos encerrá-lo. Durante o último ano o número de visitas a este nosso e vosso blogue ultrapassou as cinco mil visualizações, o que nos leva a considerar que esta é uma média aceitável para quem praticamente só aborda a temática da canoagem de turismo. Esta visitação significa para nós que este blogue tem alguma utilidade e que o interesse pela canoagem existe e vai de vento em popa, portanto enquanto conseguirmos vamos manter esta página activa, embora conscientes das nossas limitações de tempo. Agradecemos o vosso interesse e ficamos satisfeitos por ter utilidade, convidando quem desejar participar na escrita por aqui a fazê-lo, pois com a vossa participação este espaço ficará mais rico e diversificado.
Por falar em vento é algo que temos aproveitado ultimamente com o kayakmaran, uma nova experiência que tenho apreciado e a MindWater ainda mais. Para poder navegar individualmente com os K1 de competição que constituem o kayakmaran fiz dois flutuadores em fibra de vidro, de encaixe lateral para os botes, o que nos permite andar com eles individualmente, agora sem tomar banhos forçados. Já ensaiamos a coisa e resultou, agora com os flutuadores mantêm-se direitos na água, embora exista um pequeno atrito com os dois flutuadores os botes deslizam com bastante velocidade. Ainda não houve tempo para pegar no Sipre USA e terminar a sua reconstrução, mas agora com a aproximação do inverno terei mais tempo para concluir mais esta bricolage. Para além de lhe querer fazer o que já fiz nos outros k1 de competição, neste vou inventar mais uma coisita, que será alargar-lhe o casco somente a meio para que a estabilidade exista e possibilite uma navegação mais tranquila e com menor esforço de equilíbrio. Para o inverno também existe o projecto de construção de um kayak de mar em madeira, algo já apalavrado com o Steve Potter, um carpinteiro náutico disposto a ajudar-me e a ensinar-me muita coisa na construção de kayaks de madeira. Sem a sua ajuda não me aventuraria sozinho, pelo menos para já em tal projecto. Vamos ver como a vida corre e economizar uns €€€ para o material e arranjar disponibilidade para a sua construção. Dos diversos passeios dados ao longo do ano muitas histórias, diversões, situações e episódios poderiam ser relatados, mas como não fomos fazendo as descrições na sequência dos mesmos, agora já não faz muito sentido bater teclas sobre estes.
Apenas queremos destacar o último passeio, o 6º Aniversário dos Amigos da Pagaia, realizado em 3, 4 e 5 de Outubro na Barragem do Maranhão. Mais um aniversário que decorreu dentro do nosso habitual espírito de grupo, com um elevado número de participantes, com destaque para os novos elementos que integraram ultimamente os AP´s. Grande convívio dentro e fora de água, comemoração de 2 aniversários (o dos AP´s e de uma querida kayakista), muita comida e diversão pautaram os 3 dias de festa. Um grupo de amigos com paixão pela água e pelos kayaks, que continua a aumentar os seus elementos e muito tem feito pela canoagem de turismo em Portugal. Parabéns a todos os Amigos da Pagaia.

2 comentários:

Nuno disse...

Pois continuem a actualizar, pois sou um seguidor nato de vcs, pois sabem do q falam e não têm problemas nenhuns em ensinar quem não sabe e é novo nestas andanças como eu.

AC disse...

Sim também acho que não devem encerrar as portas, já se sabe que as vezes temos mais tempo outras temos menos, é natural, mas os leitores têm que compreender isso mesmo.

Quanto ao kayakmaran pois foi com grande pena minha que ainda não foi desta que tive o prazer de ver e apreciar essa obra de arte...